Revista Brasil Construção

Promon Engenharia ganha agilidade e competitividade na entrega dos projetos com Citrix

Redação 28/11/2017

A Promon Engenharia, empresa brasileira presente no mercado desde 1960 e com atuação em projetos, integração e implementação de soluções complexas de infraestrutura para setores-chave da economia, investiu nas soluções da Citrix para aprimorar o desempenho de seus engenheiros e ganhar agilidade no desenvolvimento de projetos para seus clientes.

Dos mais de 200 engenheiros da empresa, cerca de 60 deles atuam em projetos 2D e 3D dentro e fora do escritório da Promon e, por isso, tinham um grande desafio: lidar com prazos apertados no desenvolvimento de projetos e conseguir estar próximos aos clientes, especialmente numa cidade como São Paulo que tem os maiores índices de congestionamento do Brasil. A opção que a empresa tinha naquele momento, que passava pela aquisição de hardwares robustos que suportassem softwares de engenharia e arquitetura, esbarravam nas questões custo e segurança. Equipamentos capazes de rodar softwares gráficos, que usam tecnologia 2D e 3D requerem hardwares mais potentes e caros, além de não permitir a acessibilidade com segurança dos dados em tempo real, independentemente do local de acesso.

Como a companhia buscava também aumentar a sua competitividade e eficácia, em vez de comprar computadores novos para cada funcionário, a Promon solucionou o problema adotando a virtualização. Com Citrix XenDesktop, a empresa deixou de investir uma grande quantia na aquisição de novas máquinas, padronizou o ambiente de aplicações de engenharia e ainda agregou mobilidade aos engenheiros que não só estão aptos a se deslocarem para atender seus clientes, como também puderam aderir ao Programa de Trabalho Remoto Promon – iniciativa implantada em 2013 pela empresa. Ou seja, além de proporcionar mais qualidade de vida aos usuários, a adoção do Citrix XenDesktop levou a uma economia de 27% nos custos da Promon.

Para que o time de engenheiros tivesse a mesma experiência ao trabalhar remotamente, a equipe técnica teve o cuidado de deixar o ambiente virtualizado igual ao acesso do computador do escritório, evitando a necessidade de treinamentos adicionais ou criação de novas rotinas para acessar as suas ferramentas de trabalho. “Podemos acessar as informações sobre os projetos em qualquer lugar e em tempo real. Além disso, agora o desempenho das ferramentas depende basicamente da nossa velocidade da navegação e não mais dos nossos PCs”, declara Fabricio Venancio, projetista da Promon.

“A mobilidade não traz só o ganho de poder atender o cliente de qualquer lugar. Ela também garante um conforto e uma boa experiência para o funcionário, já que acessar suas aplicações de trabalho de forma remota via Citrix é exatamente igual à maneira que ele faz na empresa”, afirma Luis Banhara, diretor geral da Citrix no Brasil.

Para a nova arquitetura tecnológica adotada pela Promon, a empresa contou com a parceria da implementadora Add Value, que entendeu o desafio da companhia e desenhou essa nova infraestrutura, fazendo os ajustes necessários e a personalização da tecnologia. A Locaweb foi também um parceiro importante nesse processo de mudança. A partir do projeto desenhado pela Add Value, forneceu o hardware necessário, como o datacenter para armazenamento seguro das informações, a estrutura de rede e a placa gráfica que seria virtualizada pela solução Citrix e que garantiria o desempenho dos programas.

O projeto completo foi implementado em seis meses, contando o período de testes, e está em funcionamento desde janeiro deste ano.

Fonte: Assessoria

Compartilhe