Revista Brasil Construção

Fontes limpas aumentam atratividade no Mercado Livre de Energia em dezembro

Redação 20/12/2017

A FDR Energia, empresa de geração e comercialização de eletricidade, acaba de lançar a atualização de dezembro do Índice de Atratividade do Mercado Livre para Fontes Limpas de Energia. O valor médio do Índice FDR Energia para todo o Brasil ficou em “0,524” no mês de dezembro, melhor índice desde agosto de 2017.

Um dos destaques é o estado do Amazonas que saiu da 11º posição em novembro para a 3º posição em dezembro, com a nota “0,621”.  Pelo sétimo mês consecutivo, Tocantins lidera o ranking de atratividade entre as unidades da Federação, como o estado onde as fontes limpas no Ambiente de Contratação Livre (ACL) são mais competitivas em relação ao mercado cativo, com a nota 0,648. Em segundo lugar o Pará com “0,638”.

“Trata-se de uma retomada relevante da atratividade das energias renováveis para as empresas que já estão no mercado livre de energia e para as que desejam migrar”, afirma Erick Azevedo, sócio diretor da FDR Energia. O levantamento mostra que estados que possuem valores no índice abaixo de 0,4 podem ser considerados inviáveis financeiramente para migração para o ACL. Já os que têm entre 0,4 e 0,6 podem ser considerados com viabilidade moderada e entre 0,6 e 0,8, com boa viabilidade. Acima de 0,8, com alta viabilidade.

O índice, tal qual o modelo do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), elaborado pela Organizações das Nações Unidas (ONU), é calculado em um intervalo de “0,000” (para a menor atratividade) e “1,000” para a maior atratividade.

Criada em 2017, a FDR Energia responde por um faturamento de R$ 140 milhões e 120 MW médios comercializados por mês nas áreas de energia e estruturação de ativos. A empresa conta também com projetos de centrais geradoras com 58 MW de capacidade e 100 clientes supridos.

Fonte: Assessoria

 

Compartilhe